Como se preparar para a entrega do LCDPR 2020 e não atrasar a escrituração 2021

O ano de 2020 foi atípico para todos os setores, dos quais muitos tiveram que paralisar suas atividades. A contabilidade e a produção rural nunca podem parar, e mesmo com as adversidades da pandemia da COVID-19, as obrigações fiscais tiveram de ser cumpridas.

O Governo Federal cedeu um prazo maior para a entrega da Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física e, consequentemente, o prazo também aumentou para a primeira entrega do Livro Caixa Digital do Produtor Rural (LCDPR).

O prazo em 30 de junho de 2020 foi um alívio para os contadores que se depararam com a complexidade e a grande quantidade de informações solicitadas no LCDPR. Para a entrega em 2021, a novidade chegou para muitos outros contadores e produtores rurais, pois se tornou obrigatória para as Pessoas Físicas que faturaram mais de R$ 4,8 milhões.

A pandemia ainda não acabou, mas para o próximo ano o prazo volta a ser o mesmo. Tanto a DIRPF como o LCDPR deverão ser entregues até 31 de abril de 2021. Para que você não seja pego de surpresa, separamos algumas dicas para realizar a entrega do LCDPR em 2021 sem atrasar a escrituração do ano corrente.

Dica 1

Se o produtor rural ainda não entregou documentos fiscais de 2020, corra! Informe a ele que o livro caixa mudou, que todos as entradas e saídas serão informadas ao fisco digitalmente e o LCDPR precisa ser feito de forma correta e completa.

Dica 2

Se os seus clientes produtores rurais entregam a documentação periodicamente, você é um contador de sorte! Aproveite para conferir se todos os documentos foram entregues, se você tem a comprovação de pagamento das operações e cheque as informações dos participantes. Basta um dígito incorreto em um CNPJ ou CPF para que o arquivo não seja validado.

DICA 3

O participante é o Cliente nas Receitas e o Fornecedor nas Despesas. Nos pagamentos de tributos, o participante é o responsável pelo recolhimento do tributo e na folha de pagamento, é permitido fazer o lançamento do valor total da folha contra o CPF do produtor declarante.

Dica 4

Verifique se o sistema que você está escriturando ou vai escriturar gera um arquivo .txt compatível com layout disponibilizado pela RFB. Evite retrabalhos e ter um susto no momento de validar o arquivo. Lembrando que o programa Atividade Rural da RFB não gera o LCDPR!!!

Se você ainda não começou a escriturar ou precisa de um sistema prático, fácil e seguro, entre em contato conosco e agende uma demonstração com um consultor da Farmcont.

Deixe seu comentário